Páginas rasgadas...

Contradições íntimas!

Minha’lma grita, sufoca, clama por redenção!
Alô, alguém me ouve?!
As batidas estão desreguladas...
Uma dor fulminante, lancinante. AHH!
A voz treme, as pernas balançam, a visão desfoca!
Meu Deus! Meus sistemas estão em colapso?
Aprendi o que era dor um dia desses...
“Um tecido corporal lesionado ou sofrendo lesão”
Não, a dor é outra, mais profunda, diferente!
Tudo é mais diferente... Tudo mudou!
Os sentidos se apuraram, meu olfato agradece quando sente o teu aroma no ar,
Me rondado, deixando-me tonto, desamparado!

Quero colo, não é pedir demais!
Sim, é querer o impossível.
Tolo, fútil e idiota coração!
Esqueci a razão, me afoguei na emoção...
Desde quando pude confiar demais neste órgão em meu peito?
Ahh...!
Olhos enchem de lágrimas, a pele se arrepia!
Nervos a flor da pele... Ouço melhor!
Tum.. tum.. tum..
Meu coração ainda bate! Ufa!
Continua batendo o velho coração!
Que ainda não discerniu a fisiologia da emoção!









4 comentários:

  1. Profundo em catena... mas a "minha'lma" você tirou da minha poesia...
    /digo-logo

    ResponderExcluir
  2. Pior que não, amigo! Concretizei estes vastos pensamentos semana passada =/

    ResponderExcluir